O que é Ensino Híbrido? 13 perguntas e respostas!

12 de fevereiro de 2021
o que é ensino híbrido?

Aprenda o que você precisa saber sobre o sistema híbrido de ensino, que tem tudo para continuar crescendo.

Você sabe exatamente o o que é ensino híbrido? É bem provável que tenha ouvido falar muito sobre ele nos últimos tempos, especialmente por conta da pandemia, que fez a modalidade ganhar muita popularidade.

Como o ensino presencial ainda não pode voltar em sua totalidade, como sempre aconteceu, o estudo híbrido se mostra como um bom meio-termo, capaz de aliar o contato com as salas de aula à praticidade, segurança e modernidade do ensino remoto.

Em nosso artigo “O que é ensino híbrido e porque ele é o caminho para o retorno às aulas presenciais”, nós esclarecemos alguns pontos sobre o tema, mas como ele está em voga atualmente, decidimos preparar este outro conteúdo com as respostas de algumas dúvidas que você ainda pode ter em relação a ele.

Nos acompanhe na leitura e amplie seus conhecimentos sobre as aulas híbridas!

O que é ensino híbrido?

13 dúvidas sobre o Ensino Híbrido (e suas respostas)

Se você ainda tinha alguns questionamentos sobre essa modalidade, agora é a hora de solucionar boa parte deles!

1 – O que é Ensino Híbrido?

É a modalidade que combina o ensino dentro de aula e o que ocorre fora dela. No atual contexto, são algumas aulas presenciais e outras online, em que o processo de ensino-aprendizagem deve ser igualmente eficiente em ambos modelos.

2 – Qual é a diferença dele para Ensino Online e Ensino Remoto?

Eles se diferenciam pelo seguinte:

  • Ensino Híbrido: modalidade que combina aulas dentro da sala de aula e fora dela.
  • Ensino Online: também conhecido como EaD (Educação a Distância), é uma experiência totalmente desenvolvida e voltada para aplicação pela internet, que torna-se possível mediante um planejamento minucioso para os meios digitais.
  • Ensino Remoto: é como uma “adaptação” do ensino presencial aos meios digitais, sem todo o planejamento que está aplicado 

Leia também: Ensino Online x Ensino Remoto: estamos prontos?

3 – O Ensino Híbrido já foi adotado anteriormente?

Sim. Na verdade, qualquer atividade feita fora da sala de aula, como a visitação a museus, por exemplo, pode ser considerada como Ensino Híbrido.

Porém, um contexto também bastante conhecido é o modelo semi-presencial, bastante adotado no Ensino Superior e que já é autorizado pelo Ministério da Educação desde o final de 2004, de acordo com a Portaria nº 4.059, de 10 de dezembro de 2004.

4 – Quais os benefícios pedagógicos do Ensino Híbrido?

Há vários benefícios trazidos pela educação híbrida, como os seguintes:

  • Maior engajamento por parte dos estudantes;
  • Maior liberdade para os estudos, o que traz autonomia aos alunos;
  • Maior dinamismo nas aulas;
  • Aproximação da educação com a tecnologia, esta tão presente em nossos dias;
  • Oportunidade para que os estudantes explorem sua capacidade fora da sala de aula.

5 – Quais os benefícios da adoção do sistema híbrido de ensino no cenário atual?

Além dos benefícios que comentamos acima, o sistema híbrido de ensino é a melhor solução possível para que seja possível frequentar a escola em um contexto de pandemia, em que a necessidade do distanciamento social e de se evitar aglomerações é tão grande.

Mesmo que em número reduzido e com o seguimento de vários protocolos, os alunos podem voltar a ter contato com o ambiente escolar e com outros estudantes, o que é importante para seu desenvolvimento.

Um estudo publicado no periódico e-Journal of Business Education & Scholarship of Teaching comprova isso. Ele comparou o desempenho de alunos de uma mesma classe escolhidos aleatoriamente para fazer um teste online ou presencial, ambos com questões parametrizadas.

A turma que fez o teste presencial teve, estatisticamente, um desempenho significativamente melhor que os que fizeram a prova online em relação à nota média, além de um melhor desempenho em questões feitas depois do teste.

Isso mostra como é importante para os alunos frequentar a sala de aula, e a educação híbrida se mostra como a melhor solução para a atual situação.

6 – Quais barreiras ou prejuízos existem no Ensino Híbrido?

Ainda que seja uma solução eficiente, ainda há alguns desafios do Ensino Híbrido, como os seguintes:

  • Falta de acesso às tecnologias para participação nas aulas híbridas, dos dispositivos à conexão;
  • Pouca familiaridade com tecnologias digitais;
  • Eventual falta de planejamento, que prejudica a qualidade das aulas online;
  • Eventual falta de capacitação do corpo docente e dos coordenadores para uso das tecnologias de informação e comunicação.

7 – Como atuam os profissionais da educação no Ensino Híbrido?

O ideal é que eles recebam um treinamento para aprender como lidar com o sistema híbrido de ensino, de modo que a adaptação seja a melhor possível.

Quando isso acontece, a participação dos profissionais da educação se dá quase da mesma forma que presencialmente, com a diferença do meio que eles usam para se comunicar.

Neste sentido, se você não sabe o que é design instrucional, vale a pena aprender agora. Nosso conteúdo explica sobre a prática de planejar, desenvolver e entregar produtos e experiências instrucionais, tanto digitais quanto físicas, que sejam eficientes e ajudem todos os envolvidos.

8 – Há modelos próprios ou propícios para adoção nessa modalidade? Se sim, quais?

Sim. Eles se dividem entre os modelos sustentados e os disruptivos. Confira:

Modelos sustentados

  • Laboratório rotacional: os alunos são divididos em dois grupos, um que trabalha com uma lista de atividades no laboratório, com auxílio de tecnologias digitais, e outro que fica na sala de aula com o professor.
  • Rotação por estações: a sala é dividida em grupos (ou estações de aprendizagem) para fazer atividades com diferentes objetivos de aprendizagem, mas que se complementam. Os alunos se revezam entre as estações e o professor assume um papel de mediador, ajudando quem mais precisa.
  • Sala de aula invertida: os alunos recebem o material de estudo antes da aula e usam o tempo de contato com o professor e os demais alunos para resolver atividades e tirar dúvidas.

Modelos disruptivos

  • À la carte: comum no Ensino Médio em países como os Estados Unidos, em que o ensino personalizado é mais difundido, o estudante é responsável por organizar seus estudos de acordo com os objetivos que tem. Pelo menos uma disciplina é oferecida online e pode ser feita no melhor momento para cada aluno.
  • Flex: o aluno recebe alguns roteiros na plataforma digital, realiza ali as atividades com o professor atuando como tutor, enquanto, em outros momentos, pode participar de projetos com outros alunos ou exercer atividades físicas.
  • Rotação individual: modelo personalizado, com trilhas de aprendizagem desenvolvidas de acordo com as necessidades de cada aluno. O professor pode desenvolver roteiros diferentes e aplicá-los de acordo com as características de cada estudante.
  • Virtual aprimorado: disciplinas ofertadas online, com alunos que frequentam a escola até duas vezes por semana para debater, discutir e realizar projetos.

9 – De que forma a tecnologia auxilia na promoção de um ensino de qualidade no modelo híbrido?

Por possibilitar que um maior número de alunos participe das aulas mesmo sem que eles estejam presencialmente juntos. Isso só é possível por meio da combinação de uma série de tecnologias, especialmente da internet, que amplifica esse acesso.

10 – Há avaliações no Ensino Híbrido? Como elas são feitas?

Sim. Elas podem ter intenção formativa, somativa ou de diagnóstico, de acordo com o objetivo proposto, e podem ser realizadas tanto pela internet quanto presencialmente (para os alunos que estiverem neste modelo).

Para maiores informações, leia nosso artigo “Avaliação na pandemia: como otimizar este processo?

11 – Como garantir o engajamento dos alunos no Ensino Híbrido?

O maior desafio está no engajamento nas aulas online, já que o presencial é algo mais comum na rotina dos educadores. Neste caso, é importante pensar no engajamento como um processo gradual, que deve existir antes, durante e depois das aulas.

Recomendamos a leitura do nosso artigo sobre “Como engajar os alunos nas aulas online do Ensino Superior?”, que embora voltado ao nível Superior, traz estratégias e dicas que podem ser adotadas também em outros estágios educacionais.

12 – Quais ferramentas podem ajudar professores e alunos no Ensino Híbrido?

Há várias ferramentas que podem ser usadas neste sentido, como plataformas de videochamada, redes sociais, e-mails, aplicativos de comunicação e afins. Porém, trazemos aqui um destaque para o Sistema de Gestão de Provas (SGP), capaz de otimizar uma das etapas mais importantes do processo.

Para mais informações, leia nosso artigo sobre “Por que o Sistema de Gestão de Provas é a melhor solução para sua Instituição de Ensino?

13 – O sistema híbrido de ensino deve se tornar uma tendência?

Sim. Se ele já era comentado e praticado, mesmo que não com tanta intensidade, a tendência é de que isso se mantenha, já que sua eficiência ficou comprovada durante o período de pandemia, embora possa se estender para muito além dela.

Prova disso é a criação da Associação Nacional da Educação Básica e Híbrida (ANEBHI), que tem membros muito conhecidos no segmento educacional, como Maria Ines Fini, presidente da Associação, que criou e coordenou o ENEM e o ENCCEJA, além de ter sido presidente do INEP entre 2016 e 2019.

Um modelo que veio pra ficar!

Toda novidade demanda adaptação, e não é diferente com o Ensino Híbrido, que mesmo não sendo tão novo assim, começou a ser muito mais comentado agora, em decorrência da pandemia de COVID-19.

A Prova Fácil é uma empresa que oferece ferramentas perfeitamente alinhadas com a proposta da educação híbrida, as quais podem fazer sua instituição de ensino estar ainda melhor preparada para lidar com algo que será muito utilizado não apenas agora, como também pelos próximos anos. Conheça nossas soluções!

Esperamos que nosso conteúdo tenha te ajudado a entender o significado de Ensino Híbrido, mas se tiver mais alguma dúvida, deixe aqui nos comentários. Além disso, deixamos o convite para nos seguir em nossas redes sociais e aqui no blog, onde sempre trazemos novidades relevantes sobre educação.

Muito obrigado por sua companhia e até a próxima!